Você sabe o que é benchmarking?

Em relação sobre o que significa benchmarking, saiba que esse é conhecido como um processo para investigar se uma empresa determina quanto os seus processos são competitivos diante dos seus concorrentes, por meio de uma comparação com outros empreendimentos que se integram no mesmo segmento.

Assim, esse processo sempre deve ser contínuo e visar comparar os produtos ou serviços, além das práticas empresariais, de preferências as de empresas que são consideradas como líderes do seu mercado, pois assim, pode-se usar para uma identificação de melhores práticas e se adequar a realidade da sua.

Normalmente, as informações que se consegue por meio desse processo são muito valiosas, sendo um processo de aprendizado e de análise do que está ocorrendo de errado. Porém, vale lembrar que a cópia exata das práticas e estratégias pode acabar sendo fatal para o seu empreendimento.

Conheça mais sobre benchmarking

O benchmarking é um processo de análise de concorrência, em que se realiza a comparação de produtos, serviços e práticas empresariais entre os principais e mais fortes concorrentes.

Planilha de Diagnóstico Empresarial

Descubra o que sua empresa precisa mudar para

Aumentar o Lucro!

Para que você saiba mais sobre benchmarking, entenda que ele surgiu devido a necessidade de mais informações e do desejo de se aprender de forma rápida sobre a correção de algum problema empresarial.

Com a enorme competitividade no mundo ultimamente, em que as empresas são obrigadas a ter um contínuo aprimoramento dos seus processos, produtos ou serviços, para que assim possam oferecer uma melhor qualidade e com um custo baixo, é preciso que ela assume uma posição de liderança no mercado em que atua.

Dessa forma, a técnica de benchmarking tem a visão de desenvolver estudos de comparação e de desempenho com os concorrentes e com referências de excelência, proporcionando que a sua empresa possa atingir uma posição de liderança quanto à qualidade.

Tais estudos que são feitos e organizados em projetos, procuram então identificar os serviços e os processos que são de nível alto de qualidade nas outras empresas, ou até mesmo nos setores da própria empresa, avaliando como se obtêm os resultados para incorporar conhecimento.

Sendo assim, trata-se de uma metodologia comprovada de um foco externo em atividades, funções e operações internas para que se possa alcançar uma melhoria contínua, podendo ser estabelecido a qualquer nível na empresa e em qualquer área.

Com isso, o benchmarking precisa de uma metodologia bem estruturada na intenção de assegurar uma conclusão com sucesso nas investigações precisas.

No entanto, ele ainda necessita ser flexível para que haja a incorporação de novas rotinas e coletas inovadoras de informações, as quais já são mais difíceis de se conseguir.

Além disso, caso não existe um certo nível de comparação entre as empresas que estão sendo estudadas e a sua empresa, de acordo com o definido, o estudo pode acabar chegando em resultados inutilizáveis.

Sendo assim, todos os critérios do processo de correspondência devem mudar com as diferentes abordagens do benchmarking, mas, em todas elas, a equipe do benchmarking necessita sempre escolher para somente depois validar as organizações ou funções que são inclusas na amostragem para prosseguir com a análise.

Em seguida, a análise e os métodos utilizados no estudo de benchmarking serão então eficazes e objetivos, e mesmo que a intenção seja os méritos em determinadas circunstâncias, o grande poder do benchmarking sempre possui muita relação com a verdade.

Dessa forma, quando se projeta um estudo de benchmarking, as escolhas das medidas, o projeto dos instrumentos juntamente com a análise e os resultados, nunca devem ser tendenciosos, pois a objetividade sempre resulta da execução judiciosa de um processo de benchmarking.

Quais os tipos de benchmarking?

Sobre os tipos de benchmarking, existem quatro tipos de grandes “modelos de sucesso” de benchmarking, os quais são:

  1. Benchmarking Interno

No caso do benchmarking interno, ele é normalmente praticado por aquelas empresas que possuem a visão de identificarem quais são as melhores práticas internas da sua empresa, e com isso, disseminarem sobre as suas práticas para outros setores.

É muito comum que esse tipo de benchmarking seja um dos mais fáceis para executar, pois os dados que são envolvidos se encontram disponíveis facilmente, não existindo qualquer problema de confiabilidade.

No entanto, por existir certas desvantagens, pois algumas práticas internas podem se encontrar impregnadas sempre pelos mesmos paradigmas.

  1. Benchmarking Competitivo

Já em relação ao benchmarking competitivo, esse é um dos mais difíceis de praticar, pois as empresas visadas são sempre aquelas que procuram disputar o mesmo mercado, isto é, que são concorrentes diretos, e que normalmente não se encontram dispostas em ajudar toda a equipe envolvida no processo de um benchmarking.

Além disso, ele ainda procura focar na medição de funções, métodos e de características básicas da produção em relação aos seus concorrentes diretos, para poder melhorar de maneira que a empresa consiga alcançar os seus concorrentes, e depois ultrapasse-os, tornando-a melhor no segmento ou melhor do que os seus concorrentes.

  1. Benchmarking Funcional

Quanto ao benchmarking funcional, essa é uma das formas mais usadas, pois não possui a necessidade de se comparar com um concorrente que seja direto, pois as empresas que são investigadas são de segmentos diferentes e que possuem técnicas em atividades específicas.

  1. Benchmarking Genérico

Por fim, o benchmarking genérico é um processo onde as empresas que participam possuem a função ou processos empresariais parecidos e que independem das diferenças entre as indústrias.

Geralmente, um desses processos pode ser, por exemplo, a análise, em que se ocorre desde a entrada de algum pedido na indústria até a entrega do produto ao consumidor.

Sendo assim, o benchmarking possui a meta de eliminar os processos que prejudicam a empresa ou gastam excessivos recursos, com uma geração de valor questionável.

Por isso, enquanto todos os processos conseguem serem aperfeiçoados, a preocupação que se predomina, ainda continua sendo a da obtenção do máximo de benefício de cada investimento realizado na melhoria dos processos.

Portanto, depois de conhecer benchmarking, discutindo suas aplicações, analisando os processos e conhecendo os seus resultados positivos que muitas empresas conseguem alcançar com o uso dessa técnica, você pode sem dúvida ter a certeza de que essa é uma ferramenta que só agrega e cria benefícios.

E lembre-se: ” O sábio é aquele que aprende com os erros do outro”

Até mais, te vejo com os vencedores!

Fechar Menu
Entre em Contato!

Solicite sua Avaliação Gratuita

Solicite sua Avaliação Gratuita

Solicite sua Avaliação Gratuita